16 de dezembro de 2013

Jonghyun (SHINee) um exemplo a seguir


Recentemente Jonghyun dos SHINee expressou a sua opinião sobre as pessoas homofóbicas colocando a seguinte imagem  perfil no Twitter.




A imagem diz o seguinte:
"< Não importa por qual nome você nos chame, nós não estamos ‘Annyeong’ (bem) >
Abril passado, a terceira tentativa de aprovar uma legislação anti-discriminação foi rejeitada por culpa daqueles que detestam a igualdade. Em setembro, Kim Joh KwangSoo e Kim SeungHwan realizaram publicamente um casamento entre pessoas do mesmo sexo pela primeira vez na Coreia do Sul. Houveram distúrbios, tais como excrementos humanos jogados no palco, mas Kim Joh KwangSoo e Kim SeungHwan marcharam até o altar com orgulho para provar que “o amor é mais forte do que o ódio.” Mas há alguns dias, o seu registro de casamento foi negado. Além disso, algumas pessoas expressaram afirmações ridículas que os livros didáticos devem discutir a questão dos direitos humanos das minorias sexuais como um tópico em que você concorda ou discorda.
Vários de vocês que estão lendo isso, irão pensar assim: Que diabos isso me interessa  ou ao estado das coisas atuais? Mas por conhecer ele [Kim Joh KwangSoo], eu posso te dizer isso. Você estando satisfeito com isso ou não, esta é a história do mundo que as minorias sexuais, inclusive eu, vivem. Que comem, têm aulas, estudam e têm debates com todos vocês. Este é um outro lado dos assuntos correntes da sociedade em que vivemos.
Sim, eu sou uma minoria sexual. Sou um homem transexual, pessoa do sexo feminino e eu sou bissexual. Eu sou uma mulher. Eu sou da geração “880 mil Won”. Eu sou uma estudante universitária. Eu sou uma das herdeiras da classe trabalhadora. Quais nomes mais que você pode me chamar? Não haverá fim, se você tentar enumerá-los um por um. Não só eu, mas provavelmente todos vocês que estão vivendo no presente, vivem sendo chamados por muitos nomes.
Mas eu não estou bem, não estou em paz no momento, não importa por que nome eu esteja sendo chamada. A sociedade coreana atual não consegue só promulgar uma lei anti-discriminação, mas também discrimina as minorias sexuais em uma base diária, lança críticas injustas ativamente, explora a geração mais jovem, força estudantes universitários a serem absorvidos em um emprego ao invés de acadêmicos. Que nome devo ser chamado, a fim de estar à vontade?
Alguém perguntou isso a nós. Vocês estão ‘Annyeong’, se estamos indo bem. Isso é o que eu estou dizendo. Será que estamos todos bem quando estamos aliviados porque a dor dos outros “não é nossa”, se acostumando a fechar os olhos, impedindo a nossos ouvidos, a fim de proteger nossas próprias vidas? Como podemos estar bem em um mundo frio, quando continuamente somos pressionados a desistir de empatia?
Não estou dizendo que nós deveríamos lutar nas ruas e começar a atirar pedras. É que, se esta história de perguntar se todos nós que vivemos hoje estamos Annyeong (indo bem) oferece uma oportunidade de olhar para o rosto de uma pessoa próxima a você e chamar seu nome, eu acho que isso valeu a pena. À medida que o mundo torna-se mais solitário, eu acho que, ao contrário da nossa crença, o caminho para nos tornarmos “bem” está próximo. Agora, por favor, pergunte a pessoa ao seu lado: “Você está bem?”
Da universidade de Sungkonghoe,
Kim EunHa, Departamento de Sociologia.
Nota:
Annyeong: A definição literal da saudação é “um estado de tranquilidade ”
880,000 Won Generation: Refere-se ao senso demográfico da Coréia, pessoas que aos 20 anos sofreram instabilidade de emprego em torno de 2007. Multiplicando o salário médio desses trabalhadores a tempo parcial, o valor de 1.190.000 (em torno de 1.630 reais), pela taxa de salário médio para as pessoas na casa dos 20, 73%, resulta em 880.000 Won. Esta é a primeira entre muitas gerações na Coréia a jogar o “Jogo em que o vencedor leva tudo”. Este termo foi usado pela primeira vez no livro 880.000 Won Generation, publicado em agosto de 2007. O autor, Woo SukHoon diz que “Somente 5% das pessoas na faixa dos 20 anos vão ter um emprego estável acima da gerência média e os outros vão viver sobre o emprego a tempo parcial, com um salário médio de 880 mil Won”. [Naver enciclopédia / MK Business News, news.mk.co.kr]"

Fonte:  SarangInGayo

O que fez um grande reboliço dentro do fanclube, há maioria das fãs apoiaram a o que ele fez, mas tem outras que simplesmente começaram a partir os CD`s e a cortarem-se com eles dizendo que deixaram de ser fãs dele só por ele apoiar os homossexuais. (Na minha opinião essas fás ou são muito loucas ou têm muito dinheiro para gastar, basse lá entender a cabeça delas.)



Sei que a Homossexualidade ainda é um grande tabu não só na Coreia como por todo o mundo, mas o que precisamos é de muitas pessoas como ele que dão a cara e expressão verdadeiramente o que pensam, para que possamos “abrir as nossas mentes” e começar a aceitar isso, lá por homens gostarem de homens e mulheres gostarem de mulheres não é o fim do mundo, não deixam de ser pessoas normais, o amor não deixa de ser amor.
Ele é um homem de coragem, ele é simplesmente espetacular, sou suspeita pois sempre o ADOREI, mas há que concordar comigo poucas figuras publicas têm essa coragem. Verdadeiras fãs sempre te apoiarão até ao fim.
Engraçado é que as fãs que agora criticam a atitude dele, são as mesmas fãs que a uns tempos atras gostava de ver um bom fanservice, gostavam de criar couples, e ler ou criar fanfic`s yaoi.



Que haja mais pessoas como ele tomando a iniciativa de lutar por esse tipo de causas.

Desculpem a bagunça, se disse algo de errado, mas simplesmente quis exprimir a minha opinião sobre isso.

10 comentários:

  1. Riku concordo perfeitamente!
    o Jonghyun é um grande homem!
    As pessoas parece que não têm mais nada para fazer do que critica-lo etc etc
    Devia haver mais pessoas assim como ele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é não é... eu sei escolher bem as pessoas de quem gosto :)

      Eliminar
    2. sabes sim, o jongas é lindo e fofo

      Eliminar
  2. Respostas
    1. As pessoa fazem da homossexualidade um tabu maior do que o que ele realmente é

      Eliminar
  3. Concordo
    ele foi um exemplo de coragem
    (vai ser o próximo a revelar a sua relação amorosa com o Key ^^")
    É bom ter-te de volta :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que não era uma má coisa...
      eu a apoiava a 100% essa relação eles são tãaaaaao fofos juntos <3
      (vou me esforçar mais para estar presente mais vezes... ha...deixei todas as minhas anotações da fanfic em Portugal, então talvez não a continue)

      Eliminar
    2. Não tem problema...
      faz o que quiseres... mas sempre podes começar outra, porque não yaoi? :p

      Eliminar
  4. Yoo~~

    Nossa, ele foi um exemplo mesmo... detesto gente preconceituosa, mas seria hipócrita se disse-se
    que não tenho nenhum preconceito com algumas coisas... ^---^

    Adorei o blog ;3... Principalmente a imagem do cabeçalho *OOO*

    ~~kissus *3*

    Ah, faz uma visitinha no meu blog?
    http://garotasqcurtemanime.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. oi <3
      verdade todos nos temos preconceitos em relação a qualquer coisa, mas há aquelas pessoas que tentas deixar de ser preconceituosas, e aquelas que não....

      Muito obrigada por ter gostado do blog <3
      Bjinhox

      Eliminar

Vai deixar sua opinião?
Ela é muito importante para nos

Domo arigatou... ^-^ por comentar e por visitar o blog

Voltem sempre